sicnot

Perfil

Mundo

110 escolas destruídas na província paquistanesa mais afetada por sismo

Pelo menos 110 escolas desmoronaram e outras 603 ficaram gravemente danificadas na província paquistanesa de Khyber Pakhtunkhwa deviso ao sismo de segunda-feira, com epicentro no Afeganistão, que fez 363 mortos em ambos os países, segundo um novo balanço.

© Hazrat Bacha / Reuters

A Comissão Nacional para o Desenvolvimento Humano paquistanesa informou que o distrito mais afetado da província, fronteiriça com o Afeganistão, é Dir, com 47 escolas destruídas e 295 gravemente danificadas, noticia hoje o jornal local The Express Tribune.

Segundo o mais recente balanço da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres, na província, onde além de 202 mortos foram registados 1.486 feridos, devido ao terramoto de magnitude 7,5 de segunda-feira, 3.952 casas sofreram danos, de um total de 4.392 em todo o país.

As operações de resgate prosseguem em Khyber Pakhtunkhwa, assim como a distribuição de ajuda aos afetados pelo sismo, que no Paquistão fez pelo menos 248 mortos e mais 115 no Afeganistão.

Segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS), que monitoriza a atividade sísmica mundial, o epicentro foi localizado em Jurm, nas montanhas da província de Badakhshan, no extremo nordeste do Afeganistão, zona pouco povoada, a uma profundidade de 213,5 quilómetros.

O abalo durou pelo menos um minuto e foi registada pelo menos uma réplica pouco depois de magnitude 4,8, segundo o USGS.

O terramoto, também sentido na Índia, foi o de maior magnitude a atingir a zona do sul Ásia, de elevada atividade sísmica, desde que, em abril passado, um sismo de 7,8 na escala de Richter sacudiu o Nepal e provocou quase 9.000 mortos.

Lusa

  • Sismo de 7,1 atinge o México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter abalou o sul do México e atingiu a capital. A notícia está a ser avançada pelas agências de notícias Reuters e a AP.

  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC