sicnot

Perfil

Mundo

Cinco anos de prisão para homem que fingiu ser a mulher do rei de Marrocos

Um tribunal marroquino condenou a cinco anos de prisão efetiva um homem que se fez passar pela mulher do rei de Marrocos Mohammed VI durante uma conversa telefónica com um campeão mundial de boxe, divulgou hoje a imprensa local.

© Thierry Gouegnon / Reuters

A instância judicial "condenou a cinco anos de prisão o acusado, que tem a capacidade de imitar vozes e que já tinha enganado muitas vítimas", segundo o jornal marroquino independente Akhbar al-Yaoum.

O diário referiu que o julgamento foi realizado na passada segunda-feira, três dias após a detenção do acusado, identificado como um jovem marroquino.

Na sexta-feira, a direção-geral de segurança nacional marroquina anunciou que "um suspeito tinha utilizado indevidamente a identidade da mulher do rei [de Marrocos] a princesa Salma, ao imitar a voz da princesa durante uma conversa telefónica com o pugilista marroquino Mohamed Rabii, campeão mundial de boxe amador, numa tentativa de burla".

Rabii, que conquistou a 15 de outubro em Doha (Qatar) o campeonato do mundo de boxe amador na categoria de 69 quilos, afirmou durante um programa de televisão que tinha sido felicitado ao telefone pela princesa Salma.

"O suspeito tinha saído recentemente da prisão e já tinha cumprido pena por fraude. Ele imita as vozes de personalidades (...) fazendo crer às suas vítimas que irá intervir em seu nome para que recebam benefícios e privilégios fictícios", informou ainda a direção-geral de segurança nacional marroquina.

Segundo a comunicação social marroquina, "o acusado admitiu os factos perante a polícia e o tribunal".

Um caso com contornos semelhantes aconteceu em setembro de 2014 na localidade marroquina de Tetouan (norte). Na altura, um homem foi condenado a três anos de prisão por usurpação de identidade do rei Mohammed VI.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.