sicnot

Perfil

Mundo

Economist diz que protestos políticos em Angola têm tendência para aumentar

A Economist Intelligence Unit (EIU) considera que os protestos políticos em Angola deverão aumentar e que o Governo deve continuar a "reprimir duramente" tudo o que considere ser uma ameaça à estabilidade ou à sua hegemonia.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Stringer . / Reuters

"O Governo deve continuar a reprimir duramente tudo o que considere ser uma ameaça à estabilidade ou à sua hegemonia", escrevem os analistas da unidade de análise da revista britânica The Economist, acrescentando que "a sensibilidade aos protestos está a aumentar durante o ambiente económico difícil, com o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), no poder, e os serviços de segurança envolvidos nas repressões, detenções preventivas e julgamentos mediáticos dos seus críticos".

Na nota de análise, enviada aos investidores ainda antes de o ativista Luaty Beirão ter terminado a greve de fome, e a que a Lusa teve acesso, alerta-se que esta dureza pode ter um efeito contrário aos interesses do Executivo: "os movimentos de protestos são relativamente pequenos, ainda que estejam a aumentar, mas a intolerância do Governo à mais pequena crítica, e o crescente catálogo de alegações sobre crueldade policial, podem levar a uma instabilidade sustentada".

Na opinião da EIU, "a raiva surge do estado de fraqueza da economia e é alimentada pela falta de mudanças políticas", e a nota de análise lembra que "José Eduardo dos Santos, que tem sido o chefe de Estado desde 1979, e segundo a Constituição adotada em 2010, pode, em teoria, permanecer no poder até 2022".

Na análise sobre as tendências políticas, a EIU considera que o Executivo vai "continuar a procurar promover o crescimento estável e inclusivo e a criação formal de empregos, bem como programas importantes sociais e de infraestruturas, apesar dos constrangimentos impostos pelo ambiente de preços baixos do petróleo, que tiveram um impacto substancial na receita pública".

O objetivo, adiantam, é "fomentar o desenvolvimento de médias empresas que possam gerar emprego e transferir competências para os angolanos", e o Governo continua "empenhado em aumentar a produção local, que tem dificuldades em competir com as importações mais baratas".

Para a EIU, "é questionável, no entanto, que os produtores domésticos consigam ser capazes de estar à altura da procura crescente por causa dos constrangimentos do lado da oferta", materializadas num conjunto de dificuldades que ficaram ainda mais expostas com a descida dos preços do petróleo e a consequente quebra na receita do Estado.

O desenvolvimento de um setor privado dinâmico, um dos objetivos da nova lei do investimento privado e do código do trabalho, "vai continuar a ser dificultado pelo capital humano deficiente, fraca regulação, ineficiente geração de energia, altos níveis de corrupção e esmagamento do investimento privado pelo setor público", conclui a EIU.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartindo de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas siamesas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC