sicnot

Perfil

Mundo

Israel contesta discurso de líder palestiniano no Conselho de Direitos Humanos da ONU

Israel acusou hoje o presidente da Autoridade palestiniana, Mahmud Abbas, de promover o "incitamento" durante o seu discurso numa sessão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra.

A Grécia vai reconhecer o Estado palestiniano numa votação que decorrerá na terça-feira no Parlamento na presença do presidente da Palestina, Mahmud Abbas (AP/Arquivo)

A Grécia vai reconhecer o Estado palestiniano numa votação que decorrerá na terça-feira no Parlamento na presença do presidente da Palestina, Mahmud Abbas (AP/Arquivo)

Sergei Ilnitsky

"O presidente palestiniano [Mahmud] Abbas escolheu uma vez mais o caminho da propaganda e do incitamento em vez do diálogo proposto por Israel", considerou em comunicado Emanuel Nahson, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelita.

Abbas participou hoje na reunião do Conselho, onde denunciou que a situação nos territórios palestinianos ocupados, incluindo Jerusalém leste, é atualmente "a pior e a mais crítica" desde 1948, o ano da fundação do Estado de Israel.

Este país "viola sistematicamente os direitos humanos [dos palestinianos], o direito humanitário internacional e atua como um Estado acima da lei, que não pode ser punido nem assumir-se como responsável", declarou Abbas, que também lamentou a impunidade dos colonos judeus que cometem crimes sistemáticos contra os palestinianos.

"Chegou o momento em que a comunidade deixe de falar sobre a justiça da causa palestiniana e adote mecanismos e procedimentos a favor da justiça para o meu povo", invocou Abbas, solicitando o estabelecimento de "um regime internacional de proteção para o povo palestiniano".

Israel e a Palestina atravessam desde o início de outubro uma nova onda de violência com um balanço de mais de 60 palestinianos mortos [um terço deles autores de apunhalamentos segundo a versão israelita, e os restantes por disparos das forças militares e policiais], dez israelitas em ataques palestinianos, um eritreu e um atacante árabe israelita.

Lusa

  • Polícia procura condutor da carrinha e outros dois suspeitos
    1:08
  • Negligência é a principal causa dos incêndios
    1:32

    País

    A Polícia Judiciária deteve mais dois suspeitos de fogo posto este fim de semana. Ao todo já foram detidas pelo menos 99 pessoas pelas autoridades desde o início do ano, a maioria suspeitas de agirem intencionalmente. Mas desde 1 de janeiro até meados deste mês, dos 8 mil incêndios investigados pela GNR, mais de 3.300 tiveram causa negligente. 

  • Concentração de motos em Góis
    2:28

    País

    Durante este fim de semana, decorre uma das concentrações de motards mais concorridas do país. A organização esperava cerca de 20 mil visitantes em Góis.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38