sicnot

Perfil

Mundo

Maior produtor mundial de carne de porco considera relatório da OMS inumano

A empresa chinesa Shuanghui, a maior produtora de carne de porco do mundo, considerou "inumano" o relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) segundo o qual a carne processada é cancerígena para os seres humanos.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters

"O relatório diz ter sido publicado para bem da saúde humana, mas na realidade é inumano", assinalou o subdiretor de 'marketing' da empresa, Liu Jintao, assegurando que "o processamento de carne é parte da civilização e não deve ser destruído com a etiqueta 'cancerígeno'".

A classificação feita pela Agência Internacional para a Investigação sobre o Cancro (IARC, na sigla em inglês) é "profundamente lamentável", acrescentou Liu, citado pelo jornal oficial China Daily.

O relatório refere que a ingestão diária de 50 gramas de carne processada - menos de duas fatias de bacon - aumenta em 18% a probabilidade de desenvolver cancro colorretal (também conhecido como cancro do intestino).

Segundo o mesmo documento da agência da Organização Mundial de Saúde, conhecido esta semana, a carne vermelha também é "provavelmente" cancerígena.

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.