sicnot

Perfil

Mundo

Polícia britânica reduz investigação ao desaparecimento de Madeleine McCann

A polícia britânica anunciou hoje ter reduzido a equipa de investigação ao desaparecimento, em 2007 no Algarve, de Madeleine McCann, alegando estar só a seguir um pequeno número de linhas de investigação.

© STR New / Reuters

O número de agentes dedicados à "Operação Grange", iniciada em 2011, foi reduzido de 29 para apenas quatro, liderados pela inspetora-chefe Nicola Wall.

"O inquérito não chegou a uma conclusão, ainda existem linhas focadas de investigação a serem seguidas", refere um comunicado hoje divulgado.

Porém, as autoridades britânicas consideram ter sido concluído a principal parte do trabalho, que implicou reunir e analisar os processos de investigação das polícias portuguesa e britânica e dos investigadores privados contratados pelos pais da criança.

Ao todo, foram revistos mais de 40.000 documentos, muitos dos quais tiveram de ser traduzidos para inglês, recolhidos 1.338 depoimentos e 1.027 objetos, determinadas 7.154 diligências e identificadas 560 linhas de investigação, tendo sido enviadas mais de 30 cartas rogatórias internacionais.

A polícia britânica afirma também ter investigado mais de 60 "pessoas de interesse", considerado um total de 650 criminosos sexuais e averiguados testemunhos de 8.685 potenciais avistamentos de Madeleine em todo o mundo.

Ao longo deste tempo recebeu, em média, duas centenas de emails por semana - só na sequência do apelo feito em outubro de 2013 em três países foram mais de 7.000 respostas.

"A polícia portuguesa continua a liderar a investigação e nossa equipa vai continuar a apoiar o seu inquérito. Eles foram muito atenciosos com a 'Operação Grange' e mantemos uma estreita relação de trabalho. Eu sei que eles permanecem totalmente comprometidos a investigar o desaparecimento de Madeleine com o apoio da Polícia Metropolitana", disse o comissário adjunto da Scotland Yard, Mark Rowley.

Por seu lado, Kate e Gerry McCann, pais de Madeleine, manifestaram compreensão pela redução dos meios e agradeceram o "trabalho minucioso e meticuloso" feito pela polícia britânica.

"Embora não saibamos o que aconteceu a Madeleine, temos esperança de que ela ainda possa ser encontrada dadas as linhas de investigação em curso", adiantaram, citados no mesmo comunicado.

Segundo o governo britânico, o custo acumulado da investigação ascendia, até ao final de junho, a 10,1 milhões de libras (14 milhões de euros), estando orçamentados para 2015 mais dois milhões de libras (três milhões de euros).

Madeleine McCann desapareceu poucos dias antes de fazer quatro anos, a 03 de maio de 2007, do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico, na Praia da Luz, no Algarve.

Foi após um apelo público dos pais de Madeleine ao primeiro-ministro britânico, David Cameron que foi aberta em 2011 a "Operação Grange", tendo no ano seguinte sido determinada a abertura de um inquérito formal.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.