sicnot

Perfil

Mundo

Taxa de mortalidade da tuberculose diminui 47% desde 1990

A taxa de mortalidade da tuberculose diminuiu 47% desde 1990, mas a doença continua a provocar milhares de mortes anualmente devido à falta de acesso a cuidados, indica um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado hoje.

© Luke MacGregor / Reuters

De acordo com o último relatório da OMS sobre a doença, uma das principais causas de mortalidade no planeta, a maioria dos avanços registou-se desde 2000, quando foram aprovados os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio pelas Nações Unidas.

No total, as intervenções médicas com meios de diagnóstico e tratamentos eficazes permitiram salvar 43 milhões de pessoas nos últimos 15 anos e a incidência da tuberculose diminuiu 18% neste período, assinala a OMS.

"O relatório mostra que a luta contra a tuberculose teve um impacto enorme em termos de vidas salvas e de curas", congratula-se a diretora-geral daquela agência da ONU, Margaret Chan.

"Estes avanços são reconfortantes, mas se o mundo quer acabar com esta epidemia é preciso reforçar os serviços e, fundamentalmente, apostar na investigação", adiantou.

Para combater a tuberculose "é necessário preencher as lacunas na deteção e tratamento, assim como no financiamento, e desenvolver novos medicamentos, vacinas e meios de diagnóstico", indicam os autores do relatório apresentado em Washington.

O estudo refere ainda que o número de novos casos foi de 9,6 milhões em 2014, superior aos dos anos anteriores.

Mais de metade dos casos de tuberculose foi registada na China, Índia, Indonésia, Nigéria e Paquistão.

"Os avanços conseguidos estão longe de ser suficientes", lamentou Mario Raviglione, diretor do programa mundial de luta contra a tuberculose da OMS.

Assinalou que a doença "causa ainda 4.400 mortos por dia, um número inaceitável numa altura em que se pode diagnosticar e curar quase todos os doentes".

Lusa

  • Acidente durante funeral em Miranda do Corvo causa 12 feridos
    2:39

    País

    Um acidente na zona de Miranda do Corvo fez esta terça-feira 12 feridos, um em estado grave. Foi durante um funeral, quando falharam os travões a um dos carros que seguia no cortejo, como explicou, em direto do local, o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Instalações militares vão ter reforço de segurança
    0:52

    Assalto em Tancos

    Depois do caso do roubo de material em Tancos, várias instalações militares vão sofrer um reforço de segurança do material que armazenam. As conclusões sobre o furto dos paióis de Tancos serviram de base às medidas anunciadas esta terça-feira pelo Ministério da Defesa. 

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Os elevadores do futuro
    7:13
  • Demências afetam 50 milhões de pessoas
    2:23

    Mundo

    Cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal sofrem de demências como o Alzheimer ou o Parkinson. Oitenta especialistas de 21 países reúnem-se esta semana na Fundação Champalimau, em Lisboa, para falar deste tipo de epidemia silenciosa.

  • Furacão Maria deixa 25 mil pessoas sem eletricidade em Guadalupe
    2:24
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC