sicnot

Perfil

Mundo

Médicos sem Fronteiras exigem explicações à Arábia Saudita por ataque a hospital no Iémen

Os Médicos sem fronteiras (MSF) pediram esta quinta-feira explicações à coligação árabe conduzida pela Arábia Saudita no Iémen, sobre o bombardeamento de um hospital da ONG ocorrido na segunda-feira em Haydan, norte do país.

Esta foi a segunda vez em um mês que um edifício onde atuam os MSF foi atingido. (Arquivo)

Esta foi a segunda vez em um mês que um edifício onde atuam os MSF foi atingido. (Arquivo)

© Muhammad Hamed / Reuters

"O hospital foi atingido por ataques da coligação, para nós não existe qualquer dúvida", declarou Isabelle Defourny, diretora das operações dos MSF durante uma conferência em Paris.

"O que pedimos é que a coligação reconheça que este bombardeamento ocorreu, nos explique o que se passou, e se comprometa em facilitar o envio de ajuda humanitária", sublinhou Defourny.

"O bombardeamento teve lugar na segunda-feira, 26 de outubro, entre as 22:30 e as 23:30", assinalou Laurent Sury, responsável pelas urgências nos MSF, precisando que entre "cinco e seis ataques" destruíram a estrutura por completo.

"Felizmente não houve vítimas", afirmou, pelo facto de o hospital não ter admitido doentes nesse dia, e pelo pessoal ter escapado a tempo.

Na quarta-feira a Arábia Saudita negou qualquer envolvimento da coligação militar árabe que combate as forças xiitas 'huthis' no bombardeamento deste centro de cuidados médicos situado na região de Saada, bastião dos rebeldes.

"Os aviões da coligação árabe não atacaram o hospital", afirmou em comunicado a missão da Arábia Saudita nas Nações Unidas.

"Houve declarações contraditórias do embaixador saudita na ONU", retorquiu o presidente do MSF França, Mégo Terzian.

"Primeiro anunciou que o ataque foi provavelmente um erro e que os MSF deram coordenadas GPS inexatas. E em 29 de outubro [hoje] o mesmo embaixador nega qualquer ataque aéreo na região de Saada", prosseguiu, antes de admitir "decisões radicais como deixar de estar de certas zonas ou mesmo no país".

Esta foi a segunda vez em um mês que um edifício onde atuam os MSF foi atingido. Em 3 de outubro, pelo menos 30 pessoas foram mortas no bombardeamento pela aviação dos Estados Unidos de um hospital dos MSF em Kunduz, no Afeganistão.

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC