sicnot

Perfil

Mundo

Repórteres Sem Fronteiras pedem libertação do vencedor do Prémio Sakharov

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) pediu hoje ao rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdelaziz, que indulte o 'bloguer' saudita Raif Badawi, que venceu hoje o prémio Sakharov, condenado a 10 anos de prisão e 1.000 chibatadas.

© Edgard Garrido / Reuters

Badawi, fundador do fórum na internet Rede Liberal Saudita, foi condenado em setembro de 2014 por "insultar o Islão" e criticar a "polícia da moral" saudita no seu blogue.

O ativista foi já castigado com 50 chibatadas em janeiro, tendo as restantes sido adiadas.

Em junho, o Tribunal Supremo saudita confirmou a condenação do 'bloguer', apesar dos apelos de solidariedade e apoio internacional sobre o caso.

"O reino saudita não tolera nenhum meio de comunicação livre e a repressão digital tem vindo a aumentar desde a primavera árabe de 2011", afirmou a RSF num comunicado.

Badawi partilhou a lista de finalistas ao Prémio Sakharov com a oposição democrática na Venezuela e o opositor russo Boris Nemtsov, a título póstumo.

O prémio, que celebra a liberdade de pensamento, será entregue em Estrasburgo no dia 16 de dezembro.

O Prémio Sakharov, no valor de 50 mil euros, foi entregue em 2014 ao ginecologista congolês Denis Mukwege, especializado no tratamento de mulheres vítimas de violência em África.

Nelson Mandela e o dissidente soviético Anatoly Marchenko (a título póstumo) foram os primeiros galardoados, em 1988.

Em 1999, o galardão foi entregue a Xanana Gusmão (Timor-Leste) e, em 2001, ao bispo Zacarias Kamwenho (Angola).

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.