sicnot

Perfil

Mundo

Tanzânia elege Presidente do partido no poder, oposição contesta resultados

O candidato do partido no poder na Tanzânia, John Magufuli, venceu as eleições presidenciais com mais de 58% dos votos, um resultado imediatamente contestado pela oposição, que reivindica vitória.

Reuters

"Declaro formalmente que John Pombe Magufuli foi eleito Presidente da República Unida da Tanzânia", anunciou o presidente da comissão eleitoral nacional, Damian Lubuva.

Magufuli obteve 58,46% dos votos (8.882.935 votos) e derrotou o seu principal rival, Edward Lowassa (39,97%, ou seja, 6072.848 votos), membro do Chadema (Partido para a Democracia e Desenvolvimento), o maior partido da oposição.

No entanto, Lowassa, antigo primeiro-ministro, rejeitou os resultados e reivindica a vitória, acusando a comissão eleitoral de ter falsificado os números.

"Nós recusamos aceitar esta tentativa de privar os cidadãos da Tanzânia dos seus direitos democráticos, que é exatamente o que faz a comissão nacional eleitoral ao anunciar resultados que não são reais", disse.

"Exigimos à comissão eleitoral nacional que anuncie que Edward Lowassa é o novo Presidente da República Unida da Tanzânia", declarou.

O CCM, partido único até 1992 -- e antes, a Tanu (União Nacional Africana do Taganyika), onde teve origem -- está no poder desde a criação da Tanzânia, em 1964, a partir da fusão entre Tanganyika continental e Zanzibar.

Magufuli, que comemora hoje o seu 56.º aniversário, liderou uma campanha centrada na luta contra a corrupção e tentou distanciar-se do registo de seu próprio partido.

Sucede ao atual chefe de Estado, Kajaya Kikwete. Cumprindo a Constituição, o primeiro-ministro cessante não se apresentou às eleições no final do seu segundo mandato, ao contrário de congéneres seus no continente africano, que procuram alterar os textos constitucionais para se manterem no poder.

Lusa

  • Ministra tem condições para ficar?
    1:57
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • Os testemunhos emocionados de quem perdeu quase tudo nos fogos
    2:10
  • A primeira moção de censura ao fim de quase dois anos
    1:42

    País

    O CDS-PP avançou com uma moção de censura ao Governo, perante o que chama de falha do Governo na proteção das pessoas. O PSD apoia a iniciativa. António Costa fala num ato natural da democracia. Esta é a primeira moção de censura que o Governo socialista enfrenta ao fim de quase dois anos de mandato.

  • "Agora é tempo de decidir e executar"
    1:27

    País

    O primeiro-ministro reuniu-se esta terça-feira com os autarcas das zonas mais afetadas pelos incêndios e visitou os feridos, que continuam internados no Hospital de Coimbra. António Costa diz que o tempo das respostas começa agora.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.