sicnot

Perfil

Mundo

Asteroide de grandes proporções aproxima-se da Terra

Um asteroide de grandes proporções está a aproximar-se da Terra. A rocha, que deve ter cerca de 400 metros de diâmetro, desloca-se a 126 mil quilómetros por hora.

De acordo com os astrónomos, que só a descobriram este mês, atingirá o ponto mais próximo do planeta quando às 13:00 (hora de Lisboa) de amanhã.

De acordo com os astrónomos, que só a descobriram este mês, atingirá o ponto mais próximo do planeta quando às 13:00 (hora de Lisboa) de amanhã.

De acordo com os astrónomos, que só a descobriram este mês, atingirá o ponto mais próximo do planeta quando às 13:00 (hora de Lisboa) de amanhã.

Ficará, contudo, a uma distância de perto de 480 mil quilómetros, ou seja, relativamente perto a uma escala cósmica, mas ainda assim mais longe do que a própria lua.

O corpo celeste foi descoberto a 10 de outubro por um telescópio no Havai, Estados Unidos, e desde então os cientistas têm realizado cálculos para precisar a sua órbita.

Os cientistas da NASA afirmaram que a influência gravitacional do asteroide não terá nenhum efeito na Terra, nomeadamente nas marés e movimentos das placas tectónicas.

A passagem do asteróide 2015 TB145 vai ser um dos melhores momentos dos últimos anos para os cientistas recolherem uma série de dados relevantes e monotorizar uma rocha espacial.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15