sicnot

Perfil

Mundo

Amnistia Internacional lança campanha de combate à violência contra mulheres

A Amnistia Internacional (AI) lançou hoje uma campanha para combater a violência contra as mulheres, jovens e meninas a nível laboral, escolar, comunitário e familiar no México.

© Edgard Garrido / Reuters

A AI indicou, em comunicado, que apesar da criação de um quadro jurídico para fazer frente aos assassinatos de mulheres, dados das Nações Unidas indicam que em 2013 morreram 2.502, alegamente, por homicídio, o equivalente a sete mulheres assassinadas por dia no México.

"Com frequência, os casos de homicídios de mulheres não se investigam como tal e não são tratados adequadamente pela justiça, gerando um padrão de impunidade", advertiu a organização.

Perseo Quiroz, diretor executivo da AI México, destacou que as autoridades falharam em adotar medidas legais e administrativas para melhorar a prevenção, proteção e investigação da violência do género no país.

"Há uma necessidade urgente de preencher a lacuna entre a lei e a realidade e acabar com os assassinatos de mulheres", afirmou.

Lusa

  • Seca extrema agrava-se no interior alentejano, produção de trigo pode cair 40%
    6:22

    País

    A falta de chuva está a provocar prejuízos na agricultura, em especial no setor dos cereais, como o trigo que, este ano, deverá registar uma quebra de 40% na produção. O repórter Luís Godinho convidou o agricultor e professor de Ciências Agrárias na Universidade de Évora, Ricardo Freixial, para explicar os prejuízos que a seca está a provocar nas culturas e a sustentabilidade da agricultura portuguesa perante as alterações climáticas.