sicnot

Perfil

Mundo

Ministério Público sul-africano pede condenação de Oscar Pistorius a 15 anos

O Ministério Público sul-africano pediu hoje ao Supremo Tribunal a condenação de Oscar Pistorius por homicídio e a sua colocação na cadeia, duas semanas depois de ter sido declarada a prisão domiciliar do atleta.

reuters

Oscar Pistorius foi condenado a cinco anos de prisão por ter matado a tiro a namorada, Reeva Steenkamp, através da porta trancada da casa de banho, alegadamente por a ter confundido com um intruso, em 2013.

No Supremo Tribunal da África do Sul, a acusação do Ministério Público tentou convencer os juízes de que Pistorius deverá ser considerado culpado pelo homicídio e que a sua sentença deverá ser de, no minino, 15 anos de prisão.

O procurador Gerrie Nel iniciou o caso argumentando que Pistorius tinha intenção de matar a namorada.

Um painel de cinco jurados vai ouvir os argumentos da acusação e da defesa e depois anunciar uma data para entregar a sua decisão.

No local estavam várias pessoas que se manifestaram contra o atleta.

"Estamos a dizer que ele deve ficar na prisão", afirmou Khosi Mojapi, fora do edifício do tribunal.

Várias pessoas revindicaram os direitos das mulheres e afirmaram que estavam presentes para garantir que o "abuso das mulheres" vai acabar.

Caso venha a ser considerado culpado, Pistorius deverá regressar à prisão nas 48 horas seguintes.

A família de Reeva Steenkamp já afirmou que gostaria de se reunir com Pistorius para conseguir entender melhor as circusntãcias da sua morte.

  • "A Minha Outra Pátria": o drama da Venezuela no Jornal da Noite
    2:12

    Reportagem Especial

    Quase cinco mil emigrantes regressaram à Madeira nos últimos meses por causa da crise económica, social e política na Venezuela. Os pedidos de ajuda ao Governo Regional dispararam. Muitos luso-venezuelanos voltaram às origens com pouco mais do que a roupa do corpo. "A Minha Outra Pátria" é a Reportagem Especial de hoje.

  • Fogo na Sertã alastrou aos concelhos de Mação e Proença-a-Nova
    2:37

    País

    Mais de 700 bombeiros combatem o incêndio que começou este domingo na Sertã e, durante a noite foi empurrado pelo vento para outros dois concelhos. As chamas atingiram as zonas de Mação e de Proença-a-Nova, onde os habitantes dizem que há várias casas destruídas pelo fogo. Esta manhã, chegaram dois aviões espanhóis para ajudar a controlar as chamas.

  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24
  • Governo reconhece seca severa no continente desde 30 de junho

    País

    O Governo reconheceu, hoje, a existência de uma situação de seca severa no território continental, desde 30 de junho, que consubstancia um fenómeno climático adverso, com repercussões negativas na atividade agrícola, em despacho publicado hoje em Diário da República.

  • Oposição pressiona Maduro com anúncio de manifestações e greve geral
    1:34
  • Margem mínima de mil votos obriga a negociações intensas em Timor-Leste

    Mundo

    A Fretilin venceu sem maioria absoluta as lesgislativas para o VII Governo constitucional de Timor-Leste. De acordo com os dados oficiais, o partido de Mari Alkatiri obteve perto de 170 mil votos e conquistou 23 deputados. Já o partido de Xanana Gusmão que tinha vencido há cinco anos, ficou em segundo com 167 mil votos e 22 lugares no parlamento, num total de 65.