sicnot

Perfil

Mundo

Quatro pessoas morreram ao largo da ilha de Lesbos

Quatro migrantes, dos quais dois eram crianças, morreram na terça-feira por afogamento depois de caírem de uma embarcação em dificuldade ao largo da ilha grega de Lesbos, no Mar Egeu, informou a polícia portuária da Grécia.

STRATIS BALASKAS

Os barcos patrulha da guarda costeira helénica e da agência de controlo de fronteiras europeia (Frontex) detetaram na água os corpos destas quatro pessoas, depois de terem salvado outras quatro, entre as quais uma criança.

As oito pessoas tinham sido dadas como desaparecidas e eram procuradas depois de uma operação de resgate de outras 42 pessoas que estavam a bordo. Estas foram transferidas para Mytilène, a principal localidade da ilha.

Segundo as suas declarações, a embarcação, de plástico, proveniente das costas turcas, estava em dificuldade e oito pessoas caíram à água.

Milhares de migrantes têm chegado, nos últimos meses, a Lesbos e a outras ilhas gregas no Mar Egeu.

Na semana passada mais de 80 pessoas morreram em naufrágios sucessivos no Mar Egeu, entre as quais numerosas crianças.

Em 28 de outubro, ao largo de Lesbos, o naufrágio de uma embarcação de madeira, que transportava mais de 300 pessoas, causou a morte a 29 pessoas, entre as quais 14 crianças, tendo sido salvas 274.

A Grécia é a principal porta de entrada dos migrantes na Europa. Mais de 218 mil migrantes e refugiados atravessaram o Mediterrâneo para chegarem à Europa em outubro, dos quais 210 mil entraram na Grécia, principalmente na ilha de Lesbos, segundo o Alto Comissariado das Nações Unias para os Refugiados.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.