sicnot

Perfil

Mundo

Rússia vai suspender voos para o Egito

O presidente russo, Vladimir Putin, deu hoje "luz verde" à recomendação do Serviço de Segurança (FSB, antigo KGB) de suspensão dos voos para o Egito até que estejam determinadas as causas da queda do Airbus A-321.

O Airbus da companhia Metrojet caiu no sábado no Sinai, após ter descolado de Sharm el-Sheikh com destino a São Petersburgo, causando 224 mortos

O Airbus da companhia Metrojet caiu no sábado no Sinai, após ter descolado de Sharm el-Sheikh com destino a São Petersburgo, causando 224 mortos

© Stringer Russia / Reuters

"O chefe de Estado esteve de acordo com esta recomendação e encarregou o governo de a por em prática, assim como garantir o regresso ao país dos cidadãos russos" que se encontram no Egito, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

O Airbus da companhia Metrojet caiu no sábado no Sinai, após ter descolado de Sharm el-Sheikh com destino a São Petersburgo, causando 224 mortos.

A autoria do desastre foi reivindicada pelo grupo radical Estado Islâmico (EI).

As administrações norte-americana e britânica declararam ser possível que um explosivo tenha causado a queda do avião, enquanto o Egito e a Rússia tinham pedido paciência antes de tirar conclusões até que os resultados da investigação sobre o acidente sejam conhecidos.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.