sicnot

Perfil

Mundo

Interrompidas operações em mina do Brasil onde pelo menos quatro pessoas morreram

As autoridades brasileiras suspenderam hoje todas as operações na mina da Samarco, de extração minério de ferro, onde o colapso das barragens causou a morte a pelo menos quatro pessoas, informou hoje uma porta-voz governamental da Secretaria Ambiental de Minas Gerais.

Antonio Lacerda

A mina Samarco, que resulta de uma parceria entre a australiana BHP Billiton e a brasileira Vale, foi encerrada na sexta-feira, por decisão das autoridades locais, enquanto prosseguem as investigações para apurar as causas do acidente e os riscos existentes para a população e para o ambiente.

Cerca de 20 pessoas continuam desaparecidas na sequência da enxurrada de lama causada pelo rompimento das barragens da mina, que soterrou parte da vila Bento Rodrigues, no distrito de Mariana, em Minas Gerais.

"A Samarco está apenas autorizada de efetuar ações de emergência que minimizem os efeitos do colapso e previnam novos acidentes", explicou a porta-voz.

As autoridades já identificaram dois dos corpos encontrados e estão a tentar identificar outros dois.

O acidente deixou 600 pessoas sem casa, adiantou a porta-voz.

O diretor executivo da empresa australiana BHP Billiton anunciou que irá deslocar-se à área afetada.

Lusa

  • Bombeiros ficaram de prevenção após intoxicação em Corroios
    1:16

    País

    17 alunos da escola EB 2+3 em Corroios, no Seixal, foram hospitalizados esta segunda-feira com sintomas de intoxicação alimentar. Os alunos, entre os 7 e os 14 anos, foram transportados 12 para o hospital Garcia de Orta, em Almada e cinco para o hospital do Barreiro. O transporte foi feito pelos bombeiros voluntários da Amora e do Seixal mantiveram uma equipa de socorro no local apenas por prevenção.

  • "Nada mais há a dizer" sobre a Caixa
    0:13

    Caso CGD

    O primeiro-ministro voltou esta segunda-feira a dizer que já não há nada para discutir, na polémica sobre a entrega de declarações de património dos gestores da CGD. Foram as declarações de António Costa, na Cidade da Praia, à margem da quarta cimeira bilateral entre Portugal e Cabo Verde.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Trump e os jornalistas: uma relação (su)rreal
    2:08
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46