sicnot

Perfil

Mundo

Novo recorde em 2014 do nível de concentração de gases com efeito de estufa

O nível de concentração de gases com efeito de estufa na atmosferra atingiu um novo recorde em 2014, revela o relatório anual da agência da ONU para o clima.

© Hazir Reka / Reuters

A progressão destes gases que alimentam as alterações climáticas "é alarmante" e tornará a Terra cada vez mais perigosa, alerta a Organização Meteorológica Mundial (WMO, na sigla em inglês).

"Todos os anos damos conta de um novo recorde nas concentrações de gás com efeito de estufa", lamentou o diretor da OMM, Michel Jarraud.

"A cada ano dizemos que não temos mais tempo, devemos agir AGORA para reduzir as emissões de gás e para que tenhamos uma oportunidade de manter num nível razoável a subida das temperaturas", sublinhou no relatório.

O relatório - que não mede as emissões de gás com efeito de estufa, mas a sua concentração na atmosfera - mostra que o CO2 (dióxido de carbono, o principal gás com efeito de estufa de longa duração) aumentou para 397,7 partes por milhão (ppm) na atmosfera o ano passado.

"Não podemos ver o CO2, é uma ameaça invisível, mas uma ameaça muito real", sublinhou Jarraud. "Isto significa temperaturas globais mais elevadas, mais fenómenos meteorológicos extremos, como vagas de calor, inundações, derretimento do gelo e aumento do nível do mar e da sua acidez".

O relatório da agência da ONU é divulgado a três semanas da Cimeira do Clima de Paris (COP21), que visa a tomada de medidas significativas para limitar o fenómeno do aquecimento global.

O metano, o segundo gás com efeito de estufa de longa duração, também atingiu um novo recorde de concentração, 1.833 ppm em 2014, segundo o relatório.

A OMM indica que, com 60 por cento das emissões de metano provocadas pela atividade humana, nomeadamente pecuária, cultivo de arroz, exploração de combustíveis fósseis, se registou um aumento de 254% das concentrações na atmosfera deste gás desde os níveis da era pré-industrial.

O protóxido de azoto, cujo impacto no clima num período de 100 anos é 298 vezes mais importante que o CO2 e que também contribui para a destruição da camada de ozono que nos protege da nocividade dos raios ultravioleta emitidos pelo sol, registou o ano passado uma concentração de 327,1 partes por mil milhões, ou 121% dos seus níveis antes da era industrial.

Com Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.