sicnot

Perfil

Mundo

Bill Clinton não espera grandes acordos na cimeira de Clima

O antigo Presidente norte-americano Bill Clinton disse hoje no Panamá que não espera "grande acordos" na Cimeira do Clima, a realizar no final do mês em Paris, mas "mais investimento em energias limpas".

Bill Clinton, antigo Presidente norte-americano.

Bill Clinton, antigo Presidente norte-americano.

© Stringer Shanghai / Reuters

"Não espero grandes acordos, mas penso que entre os resultados da reunião haverá mais investimento em eficiência energética e energia limpa", disse Bill Clinton aos jornalistas, depois de visitar o maior parque eólico da América Central, situado no Panamá.

A cimeira de Paris, conhecida como COP21, vai realizar-se entre 30 de novembro e 11 de dezembro e devem participar 117 chefes de Estado e de Governo, incluindo os presidentes dos Estados Unidos, China e Rússia, os três países que mais poluem o mundo.

No encontro, os chefes de Estado e de Governo esperam alcançar um acordo mundial para reduzir as emissões de gases e evitar um aumento do aquecimento global acima dos dois graus centígrados.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.