sicnot

Perfil

Mundo

Cameron confiante nas negociações com UE

O primeiro-ministro britânico afirmou hoje "estar confiante" na renegociação de quatro objetivos essenciais para a presença do país na UE, mas advertiu que terá "de reconsiderar" essa presença se as negociações não tiverem êxito.

© Stefan Wermuth / Reuters

Num discurso proferido no centro de reflexão Chatham House, durante o qual apresentou os seus objetivos na renegociação com a UE, David Cameron declarou que esta era "a única hipótese" de chegar a um acordo, antes do referendo sobre a adesão, a realizar até final de 2017.

O primeiro-ministro britânico sublinhou as quatro exigências, já conhecidas: o fim da discriminação dos Estados não-membros da zona euro, o desenvolvimento da competitividade do mercado único, a concessão de uma exceção ao Reino Unido no reforço da união e maior controlo sobre a política de imigração.

"Estou confiante na obtenção de um acordo com a UE conveniente para o Reino Unido", garantiu.

Mas se não conseguir o que pretende, David Cameron repetiu que "não excluirá nada".

"Talvez seja a decisão mais importante que o povo britânico terá que tomar durante a nossa vida", avisou o dirigente britânico, para sublinhar a importância do referendo a realizar até final de 2017.

Cameron comprometeu-se a organizar um referendo sobre a manutenção do país como membro da UE, num discurso proferido em janeiro de 2013 sob pressão da subida do partido eurofóbico Ukip e da ala eurocética do seu próprio Partido Conservador.

Lusa

  • Cameron exige mudanças para que Reino Unido continue a integrar a UE
    1:16

    Economia

    David Cameron envia hoje terça-feira ao Conselho Europeu uma carta com as exigências do Reino Unido para se manter na União Europeia (UE), que o primeiro-ministro britânico quer que se torne mais flexível e mais competitiva. Cameron diz que os países de fora do euro devem ser tratados da mesma forma que os que pertencem à Zona Euro e avisa que se as exigências não forem atendidas pode recomendar aos britânicos que votem contra a permanência britânica na UE, no referendo prometido para 2017.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.