sicnot

Perfil

Mundo

Israel diz ter desmantelado extensa rede ligada ao Hamas na Cisjordânia

Os organismos de segurança de Israel desmantelaram hoje uma extensa rede ligada ao movimento islamita palestiniano Hamas, na cidade de Qalqilia, na Cisjordânia, que planeava levar a cabo "atos terroristas", numa operação que deteve 24 presumíveis membros.

© Ammar Awad / Reuters

Em comunicado, o exército israelita informa que, em conjunto com o Serviço de Inteligência Interno e com a Polícia, localizou dois cabecilhas da organização, que controlavam a atividade a partir dos seus quartéis-generais nessa zona, a partir de onde planeavam perpetrar ataques.

A rede seria dirigida, guiada e financiada por membros do gabinete geral do Hamas no Qatar e em Gaza, refere a mesmo nota, que revela ainda que foram detidas 24 pessoas supostamente ligadas ao grupo.

Entre eles incluem-se destacadas figuras do movimento islamita que foram anteriormente presas pela sua participação e planeamento em "atividade terrorista do Hamas", diz o exército.

Durante a operação foram apreendidos 35.000 shekels (8.300 euros)

As Forças Armadas israelitas sublinham que a infraestrutura do Hamas em Qalqilia é uma das mais antigas e enraizadas de toda a Cisjordânia.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.