sicnot

Perfil

Mundo

Promotoria vê negligência em rutura de barragem que fez pelo menos 4 mortos no Brasil

A Promotoria do Estado de Minas Gerais, no sudeste brasileiro, detetou indícios de negligência na rutura de duas barragens da mineradora Samarco na cidade de Mariana, que deixou pelo menos quatro mortos e 22 desaparecidos.

Felipe Dana

"Não foi acidente. Não foi fatalidade. O que houve foi um erro na operação e negligência no monitoramento", afirmou o promotor de Justiça do Meio Ambiente em entrevista ao "Jornal da Globo".

O telejornal mostrou um documento da Promotoria que afirma que o contato entre a pilha de desperdícios de minério e a barragem "não é recomendado por causa do risco de desestabilização". A informação foi reproduzida hoje pela imprensa brasileira.

Entre a terça-feira e hoje, mais duas vítimas fatais foram identificadas, elevando o número de mortos para quatro, entre eles uma criança de cinco anos. Ao todo, 22 pessoas continuam desaparecidas.

Segundo o portal de notícias G1, foram encontrados com vida três moradores da localidade de Bento Rodrigues, perto de Mariana, que estavam desaparecidos.

A rutura de duas barragens da empresa Samarco, na qual a mineradora Vale tem participação, ocorrei na última quinta-feira, e a lama com rejeitos de minérios invadiu as casas da vila de Bento Rodrigues.

A Samarco não se manifestou hoje, mas após a rutura das barragens, afirmou que houve abalos sísmicos na região e lamentou a tragédia.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41