sicnot

Perfil

Mundo

Turquia rejeita críticas da UE sobre respeito do Estado de direito e imprensa

A Turquia rejeitou as críticas feitas hoje pela União Europeia sobre o respeito do Estado de direito e da liberdade de imprensa no seu relatório anual sobre o estado da candidatura de Ancara a uma adesão à UE.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Murad Sezer / Reuters

As críticas são "injustas e mesmo desproporcionadas", reagiu o Ministério dos Assuntos Europeus turco num comunicado, classificando de "inaceitáveis" os comentários sobre os poderes do presidente islamo-conservador Recep Tayyip Erdogan.

A UE criticou hoje uma "tendência negativa" para o Estado de direito na Turquia e "graves retrocessos" na liberdade de expressão, numa altura em que o bloco europeu negoceia com Ancara a melhoria da cooperação relativamente à crise migratória.

"Após vários anos de progresso da liberdade de expressão, foram observados graves retrocessos nos dois últimos anos", lamenta o executivo comunitário, que saúda, por outro lado, o esforço que representa o acolhimento de dois milhões de refugiados sírios e iraquianos na Turquia.

O ministério turco sublinhou que o governo, que gere o país há 12 anos, fez aprovar nos últimos anos várias reformas para reforçar um poder judicial "independente e objetivo" e a liberdade de expressão em geral.

No comunicado, o ministério afirmou igualmente ter em conta "críticas justas e razoáveis" apresentadas no relatório da Comissão Europeia.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.