sicnot

Perfil

Mundo

Chefe do exército birmanês felicita Suu Kyi por vitória nas eleições

O chefe do exército birmanês felicitou hoje a líder da oposição Aung San Suu Kyi pela vitória por maioria nas eleições gerais de domingo passado, antes mesmo da publicação dos resultados finais oficiais do escrutínio.

Min Aung Hlaing, chefe do exército birmanês.

Min Aung Hlaing, chefe do exército birmanês.

© POOL New / Reuters

"Felicitamos a Liga Nacional para a Democracia (LND, sigla em inglês) pela conquista da maioria dos assentos" no Parlamento, afirmou o general Min Aung Hlaing, num comunicado divulgado na página oficial dos militares na rede social Facebook.

Na mesma nota, o general acrescentou que irá encontrar-se com Aung San Suu Kyi depois de as autoridades eleitorais divulgarem os resultados oficiais.

"Como um governo, submetemo-nos à escolha dos eleitores e vamos transferir pacificamente o poder", anunciou, momentos antes, o ministro da Informação, Ye Htut, num comunicado.

O mesmo representante acrescentou que "discussões" terão lugar após a publicação dos resultados definitivos.

Apesar da contagem de votos prosseguir, a LND, que está a aproximar-se da barreira dos 67% necessários para obter a maioria, já conquistou 179 dos 323 lugares da câmara baixa do Parlamento (contra 17 do USDP, partido no poder), segundo a última contagem.

A Birmânia foi governada por regimes militares de 1962 a 2011, quando a última junta entregou o poder a um executivo civil, composto por antigos militares, que iniciou uma série de reformas políticas, económicas e sociais.

Suu Kyi, de 70 anos, esteve detida mais de 15 anos durante a ditadura militar por exigir pacificamente reformas democráticas no país. Em 1991, a opositora birmanesa ganhou o prémio Nobel da Paz.

A Birmânia realizou no domingo as primeiras eleições livres em mais de 25 anos.

Lusa

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.