sicnot

Perfil

Mundo

Google Maps já não precisa de internet para funcionar

Os mapas da Google já funcionam sem ligação à internet. O anúncio foi feito pela empresa.

Com esta nova atualização, disponível ainda só para o sistema operativo androide, os utilizadores podem descarregar os mapas e consultá-los onde e quando quiserem.

"A partir de agora podes descarregar uma zona do mundo no teu telefone e na próxima vez que descubras não ter conetividade, seja já numa estrada rural ou num parque de estacionamento subterrâneo, a Google Maps vai continuar a funcionar sem problema", afirmou a empresa no seu blogue oficial.

A Google sublinhou que a mais recente atualização da aplicação -- de momento apenas disponível no sistema operativo Android -- vai permitir aos utilizadores obterem direções passo a passo, procurar destinos específicos e encontrar informação útil, como o horário de um determinado estabelecimento, mesmo estando 'offline'.

Até agora podia-se fazer o 'download' dos mapas mas não obter indicações ou realizar buscas.

A empresa recordou que cerca de 60% da população mundial não dispõe de ligação à Internet ou a que tem é de má qualidade, o que implica que o acesso rápido à informação ainda não é possível para a maioria dos habitantes do planeta.

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28