sicnot

Perfil

Mundo

Soldado morto no leste da Ucrânia

Um soldado ucraniano foi morto em confrontos no leste separatista da Ucrânia, onde depois de dois meses de calma graças a um novo cessar-fogo os combates se intensificaram nos últimos dias.

© Gleb Garanich / Reuters

"Perdemos um militar nas últimas 24 horas e outros cinco foram feridos", informou hoje o porta-voz militar ucraniano Andrii Lisenko.

Segundo a mesma fonte, os rebeldes separatistas pró-russos atacaram 21 vezes as posições do exército ucraniano ao longo da linha da frente, "obrigando os soldados a ripostar".

Os incidentes ocorreram perto da aldeia de Granite, 50 quilómetros a sul do bastião rebelde de Donetsk, precisou.

O conflito armado no leste da Ucrânia, que segundo a ONU fez mais de 8.000 mortos desde abril de 2014, conheceu um considerável apaziguamento desde a instauração de um novo cessar-fogo em setembro.

Nas últimas semanas, contudo, os confrontos reacenderam-se, sobretudo durante a noite, e vários soldados ucranianos foram mortos.

Para o secretário do Conselho de Segurança Nacional e Defesa da Ucrânia, Olexandr Tourchinov, essa escalada justifica-se porque "as tropas de ocupação russa fazem tudo para fazer fracassar o processo de paz".

A Ucrânia e os seus aliados ocidentais acusam a Rússia de apoiar militarmente a rebelião separatista do leste do país e de ter destacado tropas para aquela região, acusações que a Rússia nega.

Lusa

  • Marcelo reunido com Putin
    0:51

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta manhã reunido com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, em Moscovo. No encontro, esteve também presente o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov. A comitiva portuguesa considera que se trata de um encontro importante para as relações internacionais.

  • Chuva, trovoada e temperaturas até 35ºC para o São João

    País

    Os festejos do São João, celebrados na próxima noite de sábado e no domingo vão ser precedidos de aguaceiros, trovoadas e granizo, mas também de temperaturas até 35 graus, disse hoje à Lusa fonte do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).