sicnot

Perfil

Mundo

Curdos iraquianos lançam ofensiva contra jihadistas

Curdos iraquianos lançam ofensiva contra jihadistas

Com o apoio aéreo dos Estados Unidos, as forças curdas no Iraque lançaram uma ofensiva sobre o monte Sinjar, ocupado pelo "Estado Islâmico". O objetivo é resgatar as populações da minoria Yazidi e cortar a estrada que liga as capitais jihadistas do Iraque e da Síria.

  • Novo vídeo do grupo Estado Islâmico mostra cerca de 200 execuções
    0:23

    Daesh

    Um novo video de execuções em massa pelo grupo Estado Islâmico foi divulgado. A violência das imagens, apesar de difusas, pode chocar os espectadores mais sensíveis. De acordo com o jornal britânico Daily Mail, que mostra as imagens na internet, as execuções aconteceram no final de agosto de 2014. O vídeo só agora foi revelado na internet, por um ativista anti-"Estado Islâmico", no Iémen, e mostra cerca de 200 pessoas, alinhadas, deitadas de barriga para baixo, no chão. Seriam combatentes, apoiantes de Bashar Al Assad, e foram todos executados.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.