sicnot

Perfil

Mundo

Os cuidados especiais da mãe-chimpanzé com a cria com Síndrome de Down

Pela primeira vez no mundo, foi observada uma mãe chimpanzé, na vida selvagem, a ter cuidados redobrados com a sua cria. O que torna esta história inédita é o facto de a cria ser portadora de Síndrome de Down.

Foto de Takuya Matsumoto

Foto de Takuya Matsumoto

Aconteceu no Parque Nacional das Montanhas Mahale, na Tanzânia. Cientistas japoneses observaram o comportamento de uma mãe chimpanzé que tinha constantemente uma cria ao colo.

Subia às árvores com apenas 3 patas, para poder transportar o mais pequeno, deu de mamar até mais tarde que o habitual. Um tratamento especial que aguçou a curiosidade dos investigadores da Universidade de Quioto.

Perceberm que a cria era diferente. Tinha Síndrome de Down.

Os cientistas acreditam que "os cuidados redobrados da mãe devido às deficiências da sua cria e os cuidados dados também pela irmã (da mãe) ajudaram-na a sobreviver durante 23 meses na selva".

De acordo com a BBC, só há registo no mundo de dois casos de chimpanzés com deficiências, que sobreviveram durante longos períodos. Ambos nasceram em cativeiro e contaram com o apoio de humanos.

Esta descoberta irá permitir aos investigadores perceber "como a sociedade humana, que socialmente toma conta dos seus membros com deficiências, tem evoluído" explicou à BBC, Michio Nakamura, um dos investigadores.

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.