sicnot

Perfil

Mundo

Suspeito do atentado era filho de uma portuguesa e de um argelino

O único dos autores dos ataques de Paris identificado pela polícia até ao momento, Ismael Omar Mostefai, era filho de uma portuguesa e de um argelino, noticiou este domingo o New York Times, citando o presidente da câmara de Chartres.

© Philippe Wojazer / Reuters

Mostefai, 29 anos, identificado pela polícia a partir das impressões digitais, foi um dos três atacantes que se fizeram explodir na sala de concertos Bataclan, onde morreram 89 pessoas.

Segundo o jornal norte-americano, Mostefai viveu com os pais perto de Chartres e o presidente da câmara local, Jean-Pierre Gorges, identificou-o depois de a polícia divulgar o nome.

Segundo um vizinho, citado pelo jornal, Mostefai era um dos cinco filhos de uma portuguesa e um argelino, "uma família normal, como todas as outras".

"Ele brincava com os meus filhos. Nunca falava de religião, era normal. Tinha alegria de viver, ria-se muito", disse o vizinho.

Segundo o New York Times, Mostefai nasceu na cidade de Courcouronnes, nos arredores de Paris, e cresceu nos arredores de Chartres, onde viveu até 2012.

O secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, referiu que a informação ainda não foi confirmada, mas também não a desmente.

O Governo português diz mesmo que nem a mãe nem Ismael Omar Mostefai constam no registo civil português nem no registo consular

No sábado, o procurador de Paris, François Molins, disse que Mostefai era conhecido das autoridades por pequenos delitos cometidos entre 2004 e 2010 e era vigiado desde então por constar de uma base de dados dos serviços de informações com nomes de pessoas de ideologia islâmica radical.

Seis pessoas próximas de Mostefai, incluindo o pai, um irmão e uma cunhada, foram detidas para serem interrogadas.

Com Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.