sicnot

Perfil

Mundo

Guerra na Síria faz 178 mortos nas últimas 24 horas

O número de vítimas da guerra na Síria durante as últimas 24 horas ascendeu a 178 mortos confirmados, incluindo seis crianças, segundo os dados divulgados hoje pelo Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

(arquivo)

(arquivo)

© Ammar Abdullah / Reuters

De acordo com a contagem da organização, morreram 26 civis, 24 rebeldes, 15 extremistas islâmicos estrangeiros, 28 elementos das forças regulares de Damasco, 21 voluntários da National Defence Forces (NDF, na sigla em inglês), um homem do Hezbollah, 16 rebeldes que não foram identificados e quatro estrangeiros que combatiam nas fileiras do regime sírio.

O relatório do Observatório Sírio para os Direitos Humanos precisa que entre os mortos civis encontram-se duas crianças, que sucumbiram "às condições de vida miseráveis" na zona leste de Ghouta.

Igualmente, nas últimas 24 horas, dois dissidentes morreram em combates contra as forças de Al-Assad nos arredores de Aleppo e em Al-Hesba, elementos do grupo Al-Hesba espancaram um homem até à morte.

Na mesma zona um homem foi executado pelo Estado Islâmico.

As informações recolhidas pelo observatório indicam que o comandante local do Estado Islâmico, a mulher e os quatro filhos, morreram durante os bombardeamentos em Aleppo.

O mesmo documento refere que um militante do batalhão Jund al-Aqsa morreu durante confrontos contra as forças governamentais. Na mesma zona de Aleppo sete rebeldes também foram abatidos pelos soldados de Damasco.

Em vários pontos do país, os voluntários do NDF foram abatidos quando se encontravam em missões de postos de controlo nas estradas.

No domingo, 28 soldados das forças regulares de Damasco morreram em confrontos ou atingidos por engenhos explosivos de fabrico artesanal (Improvised Explosive Device, IED, na sigla em inglês), em várias regiões da Síria.

Quinze estrangeiros do Exército Islâmico, do Jund Al-Sham e do grupo Jabhat Al-Nusra, morreram em confrontos e outros quatro estrangeiros que combatiam junto das forças regulares foram abatidos durante confrontos contra os grupos extremistas.

O 'site' do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (http://www.syriahr.com/en/category/news/syria-news/ ) destaca ainda a situação em Homs, onde os combates se intensificaram nas últimas 24 horas, assim como em Al-Hasakah.

Lusa

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.