sicnot

Perfil

Mundo

Conselho muçulmano pede a mesquitas que condenem terrorismo

O Conselho Francês do Culto Muçulmano (CFCM), organismo representativo islâmico, vai divulgar nas cerca de 2.500 mesquitas de França um "texto formal" condenando de forma inequívoca toda a "forma de violência ou terrorismo", para as orações de sexta-feira.

Reuters

"Diante do horror dos assassínios indiscriminados que foram realizados" a 13 de novembro em Paris, em que 129 pessoas foram mortas, "o CFCM e todas as organizações muçulmanas apelam a todas as mesquitas de França para consagrar as orações de sexta-feira a estes eventos trágicos que profundamente tocaram a comunidade nacional", segundo um comunicado da organização.

O CFCM afirmou que divulgará nas mesquitas "um texto solene que poderá servir de linha diretriz para o próximo sermão" de sexta-feira.

"Os muçulmanos de França reafirmam a sua rejeição categórica e de forma inequívoca qualquer forma de violência ou terrorismo, que é a negação mesmo dos valores da paz e fraternidade que contém o islão", referiu o CFCM.

A organização "proclama igualmente o seu compromisso inabalável com o pacto republicano que nos une a todos, assim como os valores que fazem a França", segundo a nota.

De acordo com o comunicado, "os muçulmanos elevarão as suas orações para a França, com todos os votos de paz e segurança para a pátria", como já haviam feito depois dos atentados ao jornal parisiense Charlie Hebdo e a um supermercado, em janeiro, que resultaram em 19 mortos.

Os responsáveis das grandes federações muçulmanas (relacionados com a Argélia, Marrocos, Turquia, próximos da Irmandade Muçulmana e outros grupos), que não reúnem todas as mesquitas da França, condenaram "a barbárie" dos atentados de Paris.

A grande mesquita de Paris, símbolo de mais de um século de presença islâmica em França, convocou uma reunião para sexta-feira.

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.