sicnot

Perfil

Mundo

Irão começou a desmantelar algumas instalações nucleares

O Irão começou a desmantelar algumas das suas instalações nucleares em conformidade com o acordo de Viena assinado com as grandes potências em julho, anunciou hoje a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA).

© Heinz-Peter Bader / Reuters

"O Irão começou a retirar centrifugadoras e infraestruturas associadas" dos complexos de Fordo e de Natanz, indicou a agência no seu relatório mensal divulgado em Viena.

As medidas representam o cumprimento dos compromissos assumidos por Teerão através do acordo de 14 de julho, visando garantir a natureza civil do seu programa nuclear para obter o levantamento das sanções internacionais de que é alvo e que prejudicam a sua economia.

Nos termos do acordo, o Irão compromete-se a limitar as suas capacidades nucleares e a ser alvo de um controlo internacional reforçado.

O acordo entrará em vigor nas próximas semanas ou meses, após a confirmação do cumprimento de todos os compromissos prévios.

A redução em dois terços do número de centrifugadoras iranianas é um dos pontos cruciais do acordo, tratando-se de equipamentos que podem ser utilizados para fabricar matéria físsil para uma bomba nuclear.

Classificado de histórico, o acordo de 14 de julho foi assinado pela Irão e pelo grupo dos 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança -- Estados Unidos, Reino Unido, França, Rússia e China - e a Alemanha) após mais de 13 anos de diferendos internacionais sobre o programa nuclear de Teerão.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.