sicnot

Perfil

Mundo

Ameaça de bomba obriga avião que viajava entre Polónia e Egito a aterrar de emergência

Um avião que se deslocava da Polónia para o Egito fez hoje de manhã uma escala de emergência em Bourgas, na Bulgária, depois de um alerta de bomba a bordo.

As autoridades egípcias mantêm o reforço de vigilância nos aeroportos após o avião da Metrojet se ter despenhado, a 31 de outubro, na península egípcia do Sinai, causando a morte a mais de 220 pessoas. O grupo Daesh anunciou a colocação de uma bomba no avião russo. (Arquivo)

As autoridades egípcias mantêm o reforço de vigilância nos aeroportos após o avião da Metrojet se ter despenhado, a 31 de outubro, na península egípcia do Sinai, causando a morte a mais de 220 pessoas. O grupo Daesh anunciou a colocação de uma bomba no avião russo. (Arquivo)

© Asmaa Waguih / Reuters

"Um passageiro relatou a existência de explosivos a bordo do avião, que aterrou de urgência no aeroporto de Bourgas, às 5:45 (3:45 em Lisboa)", disse a porta-voz do aeroporto, Kristina Neikova.

Os 161 passageiros polacos foram retirados do avião e os serviços de segurança examinaram a aeronave, que viajava de Varsóvia para Hurghada, no Egito.

O passageiro que lançou o alerta, com cerca de 60 anos, foi submetido a um interrogatório.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.