sicnot

Perfil

Mundo

França recebeu confirmação de 137 líderes na Cimeira do Clima

A França recebeu a confirmação de participação de 137 chefes de Estado e de Governo na Cimeira das Alterações Climáticas (Cop 21), entre 30 de novembro e 11 de dezembro, anunciou hoje o ministro francês dos Negócios Estrangeiros.

O chefe da diplomacia francesa, Laurent Fabius (à direita), confirmou que foram canceladas, por motivos de segurança, duas grandes manifestações que se iam realizar em paralelo à cimeira.

O chefe da diplomacia francesa, Laurent Fabius (à direita), confirmou que foram canceladas, por motivos de segurança, duas grandes manifestações que se iam realizar em paralelo à cimeira.

© Benoit Tessier / Reuters

No primeiro dia, os líderes vão proferir os seus discursos e, no total, vão participar, através das diferentes delegações e associações, 40.000 pessoas, explicou Laurent Fabius, em entrevista à emissora France Info.

O chefe da diplomacia francesa confirmou que foram canceladas, por motivos de segurança, duas grandes manifestações que se iam realizar em paralelo à cimeira, a 29 de novembro e 12 de dezembro.

"Como a segurança não pode ser totalmente garantida, não se mantêm", indicou, antes de acrescentar que, de qualquer forma, as organizações não-governamentais vão estar presentes no centro de conferências, onde vão decorrer as negociações e mais de 350 debates.

Lusa

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.