sicnot

Perfil

Mundo

Ataques aéreos atingem posições do grupo Estado Islâmico no leste

Cerca de 50 ataques aéreos atingiram hoje a província oriental síria de Deir Ezzor, onde o grupo Estado Islâmico (EI) está ativo, afirmou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) que se referiu a uma intensidade inédita.

(Arquivo)

(Arquivo)

Os ataques, "possivelmente russos", provocaram pelo menos oito mortos, assinalou a ONG sediada no Reino Unido e que possui uma vasta rede de fontes através da Síria.

"Foi a primeira vez que Deir Ezzor foi visada por ataques desta intensidade", indica o OSDH, precisando que dezenas de camiões-cisternas foram destruídos.

A coligação internacional anti-EI liderada pelos Estados Unidos referiu-se esta semana à destruição nos seus ataques aéreos de 116 camiões-cisternas utilizados pelo EI para o transporte de combustível. Os responsáveis desta coligação anunciaram recentemente que iriam privilegiar os ataques às "fontes de rendimento" do EI, que controla a maioria dos campos petrolíferos da Síria, em particular na província de Deir Ezzor.

Segundo um estudo publicado em outubro pelo diário Financial Times, o contrabando de petróleo garantirá a EI mais de mil milhões de euros diários, e quando o preço médio está fixado a 45 dólares o barril.

Para além da coligação internacional, envolvida na Síria desde há um ano, a Rússia começou a intervir setembro neste país em guerra, onde conduz uma campanha aérea contra grupos que combatem o regime do Presidente Bashar al-Assad, e em que se inclui o EI.

O ministro da Defesa russo, Serguei Choigou, anunciou hoje em declarações às televisões do país que a marinha russa no Mar Cáspio lançou "mísseis de cruzeiro sobre Deir Ezzor matando mais de 600 militantes islamitas", mas sem precisar a data.

A província de Deir Ezzor está em grande parte na posse do EI -- a outra parte é controlada pelo regime --, que desde há um ano tenta conquistar o aeroporto e a totalidade da capital, com o mesmo nome.

Ainda segundo a OSDH, membros do EI conseguiram hoje penetrar no aeroporto, enquanto os combates se intensificavam no exterior do edifício, com um balanço de pelo menos 30 mortos, incluindo 22 'jihadistas'.

Lusa

  • Meryl Streep mais uma vez candidata a um Óscar

    Óscares 2017

    Aos 67 anos, Meryl Streep soma mais uma nomeação para aqueles que são os prémios mais cobiçados de Hollywood. A atriz foi nomeada pela interpretação em "Florence, Uma Diva Fora de Tom". Esta é vigésima vez que a Academia reconhece o trabalho da atriz, que já levou o Óscar para casa três vezes.

    Miguel Domingos

  • Polanski recusa presidir aos "César" por caso de violação em 1977
    1:55

    Cultura

    Roman Polanski já não vai presidir à cerimónia dos prémios César, o equivalente aos Óscares em França. A decisão de se afastar foi tomada esta terça-feira pelo próprio cineasta, na sequência da polémica em que se viu envolvido assim que foi convidado. Em 1977, Polanski foi acusado de ter violado uma adolescente de 13 anos, na Califórnia, declarando-se culpado. O realizador foi agora pressionado por associações feministas, redes sociais e pela ministra francesa dos direitos das mulheres. O diretor do Festival de Cannes Thierry Fremaux diz que falou com o realizador e acha que não é necessário "adicionar mais problemas ao problema".

  • Marcelo quer fazer mais e melhor
    0:48
  • "Andem lá com isso!"
    0:42
  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.