sicnot

Perfil

Mundo

Vereador confirma suspeita de que mulher esfaqueada no Bronx estivesse grávida

Vereador confirma suspeita de que mulher esfaqueada no Bronx estivesse grávida

Uma mulher de 22 anos foi ontem esfaqueada até à morte num insólito crime que está a chocar a cidade de Nova Iorque. Quando a polícia chegou ao local do crime, no Bronx, encontrou o corpo da vítima com múltiplos golpes no dorso, uma outra mulher, da mesma idade, considerada a principal suspeita do crime, e um bebé recém-nascido. O vereador da cidade de Nova Iorque, Andy King, confirma que o bebé parecia ter sido cirurgicamente removido, mas a suposta agressora garantiu, desde o primeiro momento, ter tido o bebé ali mesmo no local durante o confronto com a vítima.

A polícia desconhece as circunstâncias do crime, mas aparentemente a vítima estava grávida e o bebé terá nascido ali mesmo, no local do crime.

Quando a polícia chegou, a alegada agressora garantia que o recém-nascido era dela mas a polícia remete mais esclarecimentos para mais tarde, quando forem conhecidos os resultados da peritagem e da autópsia.

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.