sicnot

Perfil

Mundo

Belgas respondem ao terrorismo com gatos nas redes sociais

Muitos belgas responderam com humor aos pedidos da polícia, este domingo, para não partilhar informações nas redes sociais sobre as operações policiais antiterrorismo em curso, partilhando imagens de gatos no Twitter e no Facebook seguidas da hashtag #BrusselsLockdown. Já esta manhã, a polícia agradeceu a onda, com a imagem de uma tigela cheia de comida para gatos.

Algumas das imagens partilhadas no Twitter na noite de domingo

Algumas das imagens partilhadas no Twitter na noite de domingo

A polícia federal belga apelou à comunicação social e à população em geral que não divulgassem detalhes das operações policiais que decorreram ontem à noite em Bruxelas, temendo que a informação partilhada pudesse comprometer essas operações.

Enquanto alguns dos principais jornais francófonos belgas, como o Le Soir, o L'Avenir ou o L'Echo, decidiram suspender temporariamente a cobertura noticiosa das operações, prometendo um balanço oficial para mais tarde, os belgas decidiram usar as redes sociais não para troca de informações, mas para trocar imagens de gatos.

No Twitter e no Facebook, e sob a hashtag #BrusselsLockdown ("Bruxelas fechada"), centenas de belgas começaram a partilhar imagens de gatos. Os exemplos são vários: desde a imagem de um gato com um turbante e a imitação de um cinto de explosivos, um gato com óculos e com a legenda Jean-Marie Le Pen (numa alusão à extrema direita francesa) ou mesmo um gato fechado na rua, com ar assustado, a perguntar quanto tempo mais tem de esperar por informações, entre outros.

A agência de notícias espanhola Efe conta que "Mantém a calma e twita um gato" foi o slogan com que começou a chuva de gatos na rede social, que acabou por substituir os detalhes das operações policiais que os cidadãos estavam a partilhar na Internet por ironia e fotos fofinhas.

Esta segunda-feira de manhã, a polícia federal belga publicou um tweet de agradecimento, com a imagem de tigela cheia de comida para os felinos.



Com Lusa
  •  Bruxelas mantém-se em alerta máximo
    1:49

    Ataques em Paris

    Bruxelas mantém-se em alerta máximo de terrorismo. Durante as operações anti-terrorismo de ontem na capital, em Liége e Charleroi, 16 pessoas foram detidas mas Salah Abdelslam, um dos suspeitos dos atentados de Paris, ainda não foi localizado e continua a monte.

  • "Foi o momento mais difícil da minha vida", disse a ministra emocionada
    3:24
  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35

    País

    A Força Aérea portuguesa é a única força militar, para além da norte-americana, que pode mexer em praticamente todo o motor de um caça F-16. Na base aérea de Monte Real há uma fábrica de caças que pode levar o país a comprar mais aviões às peças, para revender a outras forças militares.

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.