sicnot

Perfil

Mundo

Chinesa dada como morta sustentou-se durante 10 anos a jogar online

Uma mulher chinesa, que esteve desaparecida por 10 anos e que chegou a ser dada como morta pelos pais, foi encontrada viva num cibercafé. Conhecida pelo pseudónimo de Xiaoyun, foi encontrada pela polícia num café com internet na cidade de Hangzhou, na China.

© You Sung-ho / Reuters

Xiaoyun contou que, ao longo dos 10 anos, se sustentou a jogar online. A mulher, agora com 24 anos, tinha uma identidade falsa e foi levada para a esquadra para investigação, segundo o Daily Mail.

A polícia encontrou-a a 20 de novembro durante uma rusga num cibercafé no distrito de Kangqiao, em Hangzhou. Depois de verificar a base de dados das pessoas desaparecidas, as autoridades perceberam que Xiaoyun correspondia às descrições de uma mulher dada como desaparecida há uma década.

Xiaoyun afirmou que era uma jovem rebelde e que decidiu sair de casa após uma discussão com o pai: "Já tive de fugir de casa antes. E naquela altura tentei pedir algum dinheiro aos meus pais e eles não mo deram, porque disseram que eu mentia. Por isso, decidi fugir de vez."

A mulher contou que durante os anos em que esteve desaparecida viveu em alguns locais como Jinhua, Jiangxi e Hangzhou. Sustentou-se a trabalhar em diferentes cafés com internet e, por ser particularmente boa num jogo online chamado "Cross Fire", alguns jogadores lhe pagavam para jogar por eles.

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis - avaliação interna ao FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela 'troika' em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • 64, 65 ou 73, afinal quantas são as vítimas de Pedrógão?
    1:27
  • Enfermeiros suspendem greve e protesto

    País

    Os enfermeiros decidiram esta segunda-feira suspender a greve de zelo e o protesto contra o não pagamento do trabalho especializado, devido ao compromisso do Governo de iniciar negociações sobre matérias como horários de trabalho e remunerações, indicou fonte sindical.

  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC