sicnot

Perfil

Mundo

Esta mulher não é bombista suicida

Esta mulher é Nabila Bakkatha. Está viva, não tem nada que ver com o Daesh (autoproclamado Estado Islâmico) ou com Hasna, a mulher que morreu na operação polícial em Saint-Denis. Mora em Marrocos e foi por lá que se apercebeu que a sua imagem foi vendida a um jornalista como sendo de Hasna. Tudo não passou de uma vingança que Nabila vai querer resolver em tribunal.

A fotografia correu mundo. Foi estampada no jornal britânico Daily Mail e inundou as redes sociais. Na legenda, Hasna Aitboulahcen, a primeira mulher-bomba, num momento descontraído, a tomar um banho de espuma.

Em Marrocos, uma mulher não ganhou para o susto. Nabila Bakkatha nem queria acreditar quando viu a sua imagem relacionada com os atentados de Paris.

"A fotografia foi tirada por minha amiga que a vendeu para um jornalista francês após os ataques em Paris como vingança", contou Nabila à CNN. "A minha família ficou chocada e alguns familiares não querem falar mais comigo".

Nabila garante que não conhece Hasna e não tem ligações ao Daesh (autoproclamado Estado Islâmico). Por estes dias tenta "sobreviver" em Marrocos. "Parei de trabalhar, não posso sair de casa, e vivo constantemente com medo".

Nabila Bakkatha vai avançar com um processo judicial contra a ex-amiga e o jornalista que comprou e publicou as imagens.

  • Terceiro corpo encontrado em Saint-Denis, segundo foi identificado

    Ataques em Paris

    Foi encontrado mais um corpo, de uma mulher, no apartamento em Saint-Denis, nos arredores de Paris, alvo do raide policial de quarta-feira. Sobe assim para três o número de vítimas mortais da operação, no âmbito da investigação aos atentados de há uma semana. Das duas mulheres encontradas, está confirmada a identidade de uma: Hasna Aitboulahcen, a mulher que se julga ser a bombista suicida que se fez explodir no decorrer da rusga.

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.