sicnot

Perfil

Mundo

Governo dos EUA perde filme do assassinato de JFK

O governo norte-americano diz desconhecer o paradeiro de um filme que regista o momento em que o presidente Kennedy é alvejado, em 1963. As imagens, registadas por Orville Nix, foram confiscadas pela polícia e nunca foram devolvidas. Agora a neta de Nix exige uma indemnização de 10 milhões de dólares (9,4 milhões de euros) ao governo norte-americano.

JAMES W. IKE ALTGENS

Orville Nix estava no lugar certo à hora certa. Só assim foi possível filmar o momento em que JFK foi alvejado.
Estávamos no dia 22 novembro de 1963.

Por 5.000 dólares, o filme foi vendido a uma agência de notícias, mas com uma condição: ser devolvido à família 25 anos depois. O filme foi entretanto parar às mãos dos serviços de investigação do governo norte-americano e nunca foi devolvido.

Gayle Nix Jackson, neta do autor das imagens, descobriu agora que ao contrário do que pensava, o filme não está na posse das autoridades. Acreditava-se que pudesse estar no Arquivo Nacional norte-americano mas o governo diz desconhecer o seu paradeiro.

A neta de Orville Nix diz ser incompreensível que as autoridades tenham perdido o filme e exige por isso uma indemnização de 10 milhões de dólares.

Filmes do assassinato de JFK

Orville Nix estava no lado oposto a Abraham Zapruder, responsável pelo famoso "Zapruder Film", amplamente reproduzido após o assassinato do presidente.

O "Nix Film" não é tão completo como o Zapruder, mas mostra o momento em que o presidente é atingido e um elemento dos serviços secretos salta para a limusine presidencial para fechar a capota. Para as autoridades o filme de Orville Nix foi considerado igualmente importante para a investigação.

Em 1999, o "Zapruder Film" foi comprado aos herdeiros, pelo governo dos EUA por 16 milhões de dólares.

Já Orville Nix vendeu, em 1963 a uma agência de notícias por 5.000 dólares sob a condição de ser devolvido à família 25 anos depois.

Mas foi entregue às autoridades e nunca foi devolvido.

Nix Film

Zapruder Film

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.