sicnot

Perfil

Mundo

Declarado estado de emergência na Tunísia e recolher obrigatório em Tunes

Declarado estado de emergência na Tunísia e recolher obrigatório em Tunes

Foi declarado o estado de emergência e recolher obrigatório em Tunes, capital da Tunisia .Um atentado contra um autocarro da guarda presidencial fez 13 mortos e 20 feridos.

A Presidência da Tunísia anunciou esta noite a instauração do estado de emergência no país e a imposição do recolher obrigatório na área metropolitana de Tunes, a capital.

O chefe de Estado Béji Caid Essebsi proclamou a medida na sequência do atentado contra um autocarro da segurança presidencial e que provocou 12 mortos.

"Atendendo a este acontecimento doloroso, esta enorme tragédia (...) proclamo nos termos da lei o estado de emergência por 30 dias e um recolher obrigatório na área metropolitana de Tunes a partir das 21:00 até às 05:00 [entre as 20:00 até às 04:00, hora de Lisboa]", declarou Béji Caid Essebsi num breve discurso transmitido pela televisão.

O porta-voz da Presidência, Moez Sinaoui, precisou à agência noticiosa francesa AFP que o cessar-fogo estará em vigor "até nova ordem".

Pelo menos 12 agentes da segurança presidencial foram mortos e 20 ficaram feridos -- um balanço oficial provisório -- numa explosão que atingiu o veículo em pleno centro da capital, um atentado "terrorista" segundo as autoridades.

A Tunísia tinha suspendido no início de outubro o estado de emergência imposto alguns dias após o atentado que provocou 38 mortos, todos turistas estrangeiros, em 26 de junho num hotel à beira-mar perto de Sousse.

Os tunisinos já tinham sido submetidos à medida há três anos, de 14 de janeiro de 2011, algumas horas antes da fuga do ditador Zine El Abidine Ben Ali, a março de 2014.

Esta medida de exceção permitiu designadamente às autoridades proibir as greves e reuniões "que pudessem provocar ou conduzir à desordem", encerrar provisoriamente salas de espetáculos" e outros locais públicos e ainda "adotar todas as medidas para assegurar o controlo dos media e as publicações que qualquer natureza".

Com Lusa

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.