sicnot

Perfil

Mundo

Investigadores japoneses descobrem em humanos uma proteína inibidora do VIH

Um grupo de investigadores do Instituto Nacional de Infeções do Japão descobriu que uma proteína encontrada em seres humanos tem efeitos inibidores sobre o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), informa hoje a cadeia televisiva pública NHK.

reuters

Em concreto, as células nas quais se encontra este tipo de proteína -- denominada MARCH8 -- não infetam as células sãs, segundo as conclusões do grupo de investigadores.

Kenzo Tokunaga, um dos cientistas, espera que seja desenvolvido um medicamento que ajude o corpo humano a produzir esta proteína com a qual se podem tratar pacientes com VIH.

Esta descoberta poderia beneficiar os 36,9 milhões de portadores de VIH que existem em todo o mundo, a grande maioria em África, segundo dados do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre o VIH/SIDA (ONUSIDA).

Na terça-feira, em Genebra, as Nações Unidas anunciaram que pretendem duplicar o número de pessoas infetadas com VIH/SIDA em tratamento antirretroviral até 2020, precisamente por atualmente pouco menos de metade das pessoas que vivem com VIH terem acesso a esse tipo de tratamento.

No próximo dia 01 de dezembro assinala-se o Dia Mundial de Luta contra a Sida.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.