sicnot

Perfil

Mundo

Papa apela no Quénia à luta contra a pobreza para acabar com o terrorismo

O papa Francisco pediu hoje aos líderes políticos e empresariais quenianos para lutarem contra "a pobreza e a frustração" através de uma distribuição equitativa dos recursos, porque o medo e o desespero promovem os conflitos e o terrorismo.

© Giampiero Sposito / Reuters

"A experiência mostra que a violência, os conflitos e o terrorismo alimentam-se do medo, da desconfiança e do desespero que nascem da pobreza e da frustração", afirmou o pontífice em Nairobi, durante uma receção com o Presidente do Quénia, Uhuru Kenyatta.

Francisco chegou hoje à capital queniana sob fortes medidas de segurança, que incluem o destacamento de 10 mil elementos das forças de segurança.

O papa, que iniciou hoje um pequeno périplo africano, vai estar em Nairobi até sexta-feira.

Durante a sua intervenção, Francisco mencionou a ameaça terrorista que também é uma realidade no Quénia. O país é alvo de ataques frequentes do grupo 'jihadista' somali Al Shabab, que contesta o destacamento de tropas quenianas no território somali.

Segundo o pontífice, "a luta contra estes inimigos da paz e da prosperidade deve ser realizada por homens e mulheres que acreditam nesta luta sem medo e que dão um testemunho credível dos grandes valores espirituais e políticos que inspiraram o nascimento da nação".

O papa lembrou aos líderes políticos e empresários quenianos que "a promoção e a preservação desses grandes valores" é uma missão que lhes está confiada "de um modo especial".

"Esta é uma grande responsabilidade, uma verdadeira vocação ao serviço de todo o povo queniano", prosseguiu.

Com base neste espírito, Francisco incentivou os responsáveis quenianos "a trabalharem com integridade e transparência para o bem comum e a fomentarem um espírito de solidariedade em todas as áreas da sociedade".

"Exorto-os, em particular, a preocuparem-se verdadeiramente com as necessidades dos pobres, com as aspirações dos jovens e com uma distribuição justa dos recursos naturais e humanos", acrescentou.

O papa Francisco iniciou hoje no Quénia a sua primeira visita ao continente africano, um périplo que também vai incluir o Uganda e a República Centro-Africana, país que enfrenta uma vaga de violência religiosa e sectária.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.