sicnot

Perfil

Mundo

Tunísia encerra fronteira com a Líbia durante 15 dias

A Tunísia anunciou o encerramento da fronteira terrestre com a Líbia durante 15 dias a contar da meia-noite de hoje, na sequência do ataque suicida que matou pelo menos 12 elementos da guarda presidencial, na terça-feira, em Tunes.

(arquivo)

(arquivo)

© Anis Mili / Reuters

O Conselho de Segurança Nacional, presidido pelo chefe de Estado, Béji Caïd Essebsi, decidiu ainda "reforçar a vigilância sobre fronteiras marítimas e nos aeroportos", lê-se num comunicado emitido pela Presidência.

Foi também decidido "intensificar as operações de bloqueio de sítios da Internet relacionados com o terrorismo" e "tomar medidas urgentes relativamente às pessoas provenientes de palcos de conflito, no âmbito da lei antiterrorismo".

O Conselho de Segurança anunciou igualmente o recrutamento de 3.000 agentes policiais adicionais no Ministério do Interior e outros 3.000 no exército, em 2016.

De acordo com as autoridades locais, milhares de tunisianos estão no Iraque, na Síria e na Líbia, integrando as fileiras dos grupos extremistas, como o grupo extremista Estado Islâmico (EI), que reivindicou a responsabilidade pelo ataque de terça-feira em Tunes.

A Tunísia já foi alvo de dois grandes atentados reivindicados pelo EI este ano, um no Museu Bardo, em Tunes, em março, e outro num hotel perto de Sousse, em junho, dos quais resultaram 60 vítimas mortais.

Segundo as autoridades, os autores dos atentados haviam sido treinados no manuseamento de armas na Líbia, onde emergiu o grupo EI.

Hoje, o Ministério do Interior disse que o explosivo usado no ataque de terça-feira contra a segurança presidencial foi o "Semtex, um produto já utilizado em cintos explosivos feitos ilegalmente da Líbia e apreendidos em 2014" na Tunísia.

Lusa

  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.