sicnot

Perfil

Mundo

Hollande e Putin juntos em Moscovo contra o Daesh

O Presidente francês, François Hollande, desloca-se hoje a Moscovo, para uma reunião com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, no âmbito da criação de uma coligação contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI) na Síria e no Iraque.

© Philippe Wojazer / Reuters

Da agenda de Hollande para hoje faz ainda parte uma reunião com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, que será recebido em Paris horas antes de o Presidente francês partir para a capital russa.

O chefe de Estado de França iniciou na segunda-feira uma maratona de contactos diplomáticos ao receber o primeiro-ministro britânico, David Cameron, junto de quem sublinhou a necessidade de intensificar os bombardeamentos contra o Estado Islâmico, e o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

Na terça-feira, teve lugar uma reunião com o Presidente norte-americano, Barack Obama, e, na quarta-feira, Hollande teve um encontro de trabalho com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Na sexta-feira, Hollande presidirá, em Paris, a uma homenagem nacional às vítimas dos atentados, seguindo logo após para Malta, onde participa numa cimeira da Commonwealth dedicada ao clima.

Domingo, François Hollande recebe o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, o primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, e o Presidente da China, Xi Jinping.

François Hollande deu início ao conjunto de reuniões com líderes políticos na sequência dos atentados terroristas do passado dia 13 em Paris, reivindicados pelo grupo Estado Islâmico, que provocaram 130 mortos e 350 feridos.

Lusa

  • França homenageia sexta-feira as 130 vítimas dos atentados
    1:37

    Mundo

    Sexta-feira será dia de homenagem nacional, em França, às 130 vítimas dos atentados de Paris. O Presidente François Hollande já apelou aos franceses para colocarem a bandeira nas janelas, um apelo que coincidiu com a aprovação no parlamento da continuação dos bombardeamentos na Síria contra o Daesh.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.