sicnot

Perfil

Mundo

Rússia reforça controlo de produtos alimentares importados da Turquia

A Rússia decidiu reforçar os controlos sobre os produtos alimentares e agrícolas importados da Turquia, citando violações de normas sanitárias, anunciou hoje o Ministério da Agricultura, dois dias depois de a Turquia ter abatido um avião militar russo.

(Arquivo)

(Arquivo)

© RIA Novosti / Reuters

"Atendendo às repetidas violações de normas russas por parte dos produtores turcos, o governo russo incumbiu a [agência de segurança alimentar] Rosselkhoznadzor de reforçar o controlo sobre o fornecimento de produtos agrícolas e de alimentos da Turquia, bem como organizar controlos adicionais na fronteira e locais de produção na República da Turquia", afirmou o ministro da Agricultura, Alexander Tkachev, em comunicado.

Lusa

  • Copiloto russo diz que caça nunca violou o espaço aéreo turco
    2:48

    Mundo

    O copiloto russo, que sobreviveu à queda do caça abatido pela Turquia, diz que o aparelho nunca violou o espaço aéreo turco e que não houve qualquer aviso. A informação surge entre apelos da comunidade internacional para que o incidente seja resolvido pelas vias diplomáticas.

  • Presidente turco garante que não quer conflito com a Rússia
    0:48

    Mundo

    O Presidente turco garante que não quer envolver o país num clima de tensão com a Rússia, mas defende que o abate do avião militar russo foi legítimo. Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Rússia e da Turquia falaram ao telefone e marcaram um encontro para os próximos dias.

  • Relações tremidas entre a Rússia e a Turquia
    2:30

    Mundo

    As relações entre a Turquia e a Rússia estão cada vez mais tensas por causa do abate de uma avião de guerra. Vladimir Putin diz que os russos devem deixar de viajar para a Turquia e admite impor sanções económicas. Moscovo também decidiu deslocar meios militares para perto da fronteira turca.

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida