sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 12 mortos em bombardeamentos contra bastião do Daesh na Síria

Pelo menos 12 pessoas, incluindo cinco menores, foram hoje mortos por bombardeamentos de aviões de guerra de nacionalidade desconhecida contra a cidade de Raqqa, o principal bastião do grupo extremista Daesh (Estado Islâmico) na Síria.

© Bassam Khabieh / Reuters

O Observatório sírio dos direitos humanos (OSDH) referiu-se a 11 ataques aéreos numa zona perto da escola Al Hatin desta cidade, situada no nordeste do país árabe. A ONG admitiu que o número de mortos pode aumentar devido à existência de diversos feridos graves.

Nas últimas semanas, aviões russos, da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, e mais recentemente da França, têm bombardeado bases dos 'jihadistas' em Raqqa, onde se intensificaram os ataques aéreos na sequência dos atentados de 13 de novembro em Paris, reivindicados pelo EI.

Em paralelo, na vizinha província de Deir al Zur, aviões militares também de origem desconhecida atacaram um bairro e a zona industrial da capital, com o mesmo nome, onde os 'jihadistas' se confrontam com forças do regime do Presidente sírio Bashar al-Assad.

O Daesh proclamou em finais de junho de 2014 um califado na Síria e no Iraque, após ter conquistado diversas regiões do norte e centro dos dois países.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44