sicnot

Perfil

Mundo

Protestos em Istambul após a morte ativista curdo

Cerca de duas mil pessoas protestam na praça principal de Istambul, depois da morte de um ativista curdo que foi atingido com uma bala perdida, esta manhã.

Tahir Elci foi apanhado no meio de fogo cruzado, quando fazia uma declaração pública à comunicação social. O advogado, de 49 anos, apelava ao fim da tensão entre a polícia e os rebeldes curdos, quando começaram os confrontos. Dois polícias e um jornalista ficaram feridos. Há instantes, a polícia teve de disparar canhões de água e gás pimenta para afastar os manifestantes da praça Taksim. O primeiro-ministro da Turquia veio a público lamentar a morte do ativista curdo.

  • Nunca mais
    9:16