sicnot

Perfil

Mundo

Tiroteio em clínica no Colorado faz três mortos

Três pessoas morreram e nove ficaram feridas quando um homem armado abriu fogo numa clínica de planeamento familiar em Colorado, Estados Unidos, num impasse que durou cinco horas até o agressor se render.

© Rick Wilking / Reuters

Um agente policial está entre os mortos. Os feridos, quatro civis e cinco polícias, estão a receber assistência médica mas nenhum se encontra em estado grave.

"Quero dizer aos entes queridos das vítimas: o que aconteceu em Colorado Springs é uma terrível, terrível tragédia. Perdemos duas vítimas civis e choramos a perda de um agente muito corajoso", disse o presidente da Câmara, John Suthers.

Antes de ser detido, o autor dos disparos esteve entrincheirado várias horas na clínica.

O agressor, um homem branco com uma espingarda de assalto, manteve uma troca de disparos com os agentes, enquanto eram retiradas do local dezenas de pessoas, informou a porta-voz da polícia local, Catherine Buckley.

O alerta foi emitido a partir das instalações da clínica ao meio-dia de sexta-feira (19:00 em Lisboa), apesar de se desconhecer se o objetivo do agressor era esse centro onde de praticam abortos, além de numerosos serviços relacionados com a saúde reprodutiva.

A Casa Branca referiu que o Presidente Barack Obama foi informado e acompanhou a evolução da situação, juntamente com a assessora principal de Segurança Nacional, Lisa Monaco, e a sua equipa.

Nos Estados Unidos, os centros de planeamento familiar, que praticam a interrupção voluntária da gravidez, são particularmente denegridos e frequentemente sujeitos a ameaças ou ataques de opositores radicais do aborto.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • "Juntos por Todos" hoje no palco em Lisboa
  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.