sicnot

Perfil

Mundo

Acidente de trânsito perto de Joanesburgo faz pelo menos 19 mortos

Pelo menos 19 pessoas morreram num acidente de trânsito envolvendo um autocarro e um camião em Westonaria, perto de Joanesburgo, na África do Sul, informou a imprensa local.

A Direção de Gestão de Tráfico Viário enviou uma equipa de investigadores ao local do acidente para recolher mais informação e determinar as suas causas.

Para já, a versão oficial é de que o condutor de um autocarro perdeu o controlo depois de um pneu rebentar quando circulava numa das principais vias que levam à capital da África do Sul, tendo os seus ocupantes morrido no local do acidente.

O porta-voz da Polícia de Tráfico, Obed Sibasa, confirmou à imprensa que, entre os mortos, estão quatro crianças.

"Os feridos foram transferidos de helicóptero e outros dois foram levados por ambulância para o hospital", assinalou Obed Sibasa, em declarações recolhidas pelo portal Eyewitness News.

No seu último balanço anual, a Direção de Gestão de Tráfico Viário indicou que no último ano mais de 4.500 pessoas morreram em acidentes de trânsito na África do Sul, a maioria nas províncias de Gauteng, Cabo Ocidental e Kwa-Zulu Natal.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC