sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte considera "ato ofensivo" exercício militar de Seul junto à fronteira

A Coreia do Norte criticou o novo exercício militar iniciado hoje pelas Forças Armadas da Coreia do Sul perto da fronteira comum, e acusou Seul de sabotar o ambiente de diálogo entre os dois países.

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte.

Kim Jong-un, líder da Coreia do Norte.

© KCNA KCNA / Reuters


"Trata-se de um ato ofensivo que quer minar a melhoria das relações entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul", pode ler-se na página oficial de propaganda norte-coreana, Uriminzokkiri.

Num texto intitulado "É isto realmente necessário em pleno ambiente de diálogo?", Pyongyang critica as manobras iniciadas hoje pela 26.ª Divisão da Infantaria Mecanizada da Coreia do Sul em cinco localidades do noroeste do país, a poucos quilómetros da Zona Desmilitarizada (DMZ), que divide os dois países.

O exercício de treino, que se estende até sexta-feira e que nunca foi realizado anteriormente, conta com a participação de tropas, tanques e veículos blindados.

O Governo de Seul respondeu às críticas do país vizinho, instando-o a "não condenar a atividade militar na região do noroeste, já que gera tensões desnecessárias", segundo um porta-voz do Ministério da Unificação.

O exercício militar abriu um novo foco de conflito na península coreana, num momento especialmente delicado, já que Seul e Pyongyang convocaram uma reunião de alto nível para o próximo dia 11, com o objetivo de melhorar as suas relações.

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Reis de Espanha enviam mensagem para funeral das vítimas portuguesas
    0:52
  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13